terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Um pouco de mim! - Parte 01

Começarei a falar um pouco de mim e postar algumas fotinhos, para que vocês me conheçam e para que eu me entenda mais. Antes de entrar numa guerra é preciso conhecer o inimigo, e nesse caso meu inimigo contra a balança sou eu mesma.
Algumas pessoas podem até se identificar, e isso é muito bom pois assim podemos descobrir as raizes desse problema, gostar de comer...
"O importante é aprender que devemos comer pra viver e não viver pra comer."
Preciso com urgência incutir essa frase na minha cabeça e passar a comer pra viver.

Parte 01
Essa criança linda, ai ao lado, sou eu em 1985 e 1987. Deu pra ver que desde pequena eu já era fofinha, nunca fui uma criança magra, sempre gostosinha.... Tenho uma familia super tradicional, daquela que pra almoçar tem que esperar o patriarca se servir primeiro pra depois começarmos a nos servir, a comida é posta na mesa, para que possamos nos servir a vontade e todo fim de semana a familia inteira se reune pra almoçarmos juntos. Ainda consigo ouvir minha bisavó dizendo quando eu era pequena, "pra encontrar a felicidade tem que comer tudinho, porque ela está no fundo do prato." Sabe como é, descendentes de sirio- libaneses (como todo mundo diz: turco), mesa farta, variedade de comida, quando a familia se junta o come-come começa no almoço e só termina no jantar, e ninguém se cansa de comer.  Desde pequena sempre fui incentivada a comer de tudo e tudo que estivesse no prato, e alguém conhece uma mãe que coloca pouca comida no prato dos filhos, meu prato sempre foi bem recheado.... Uma vez vi na tv uma nuticionista comentando sobre isso, ela disse que esse é um grande erro dos pais, não é de quantidade que a criança precisa e sim de variedade de alimento, muitas vezes a criança diz que não quer mais e os pais continuam empurrando a comida guela abaixo, quem sabe se esta saciada ou não é a propria criança, se ao invés de biscoitos e doces você inserir alimentos saudáveis entre as refeições, não há necessidade de obriga-la a comer um pratão nas refeiçoes principais. (acho que eu reconheço isso, 6 refeições diárias). Isso nada mais é que ensinar aos filhos desde pequenos a educação alimentar. 
Como eu queria que minha mãe tivesse me criado comendo direito desde pequena. Obs: as regras da minha mãe com alimentação sempre foram muito rigidas, doce só fim de semana, lanche no colégio era biscoito salgado, nada de biscoito recheado, cenoura, beterraba, xuxu, cebola, quiabo, abobora, beringela... tudo isso tinhamos que comer, pra minha mãe não existia a frase "não gosto". Hoje reconheço que o problema não foi o que eu comia e sim o quanto eu comia. Quando se é criança é bonitinho comer tudinho que esta no prato, mas crescer comento com esse conceito é ruim, pois depois de grande isso passa a ser o nosso terror com a balança.                                                                       
Bom por enquanto paro por aqui, depois vou escrevendo mais.... Bjsssss

6 comentários:

  1. Olá Rafaela,

    Me vi muito em suas linhas somos mal educados realmente quanto a alimentação e precisamos cultivar bons modos para hoje ensinar os que nos cercam....fico feliz com a nossa atitude de viver...


    Beijos

    ResponderExcluir
  2. é Rafaela, eu sempre fui uma criança magricela e estranha, alta demais desengonçada demais e sempre ouvia comentarios pela familia e amigos, vc não dá o que comer pra essa guris, é magra de dar dó... e por aí vai, em casa nunca fui obrigada a comer de tudo , mas tinha q comer td q eu gostasse q estava no prato, senão o medico ia trazer injeção de comida kkkkk e por ai vai... são falhas q nossos pais cometeram e que tento hj não cometer, mas é dificil pq na minha epoca refri, chocolate bolacha recheada era só finais de semana e olhe lá, hj a demanda é grande e controlar é mais complicado, eu tento mostrar o q acontece com quem exagera usando a mim mesma de exemplo... de tanto ouvir q era magricela e feia, acabei me largando depois de adulta e muitas vezes comendo pra agradar aos outros... hj sofro pra emagrecer , mas sei q começou lá pela infancia td por aki, de forma diferente talvez mas tem suas semelhanças tb...

    ResponderExcluir
  3. eu fui uma criança magra e adolescente tbm, depois dos 20 que engordei, ou seja tenho 29 anos de alimentaçao errada.kkk que coisa né.
    bjimmm

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Linda,
    Fazer uma retrospectiva é sempre bom! Força e agora é a hora de recomeçar e renovar tudo. Vc sempre foi linda! bjim

    ResponderExcluir
  5. Oi, Flor! Achei seu cantinho e resolvi te seguir. Depois passa no meu e se gostar me segue tb.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que linda!! Adorei as fotos ;)

    Com certeza a gente trouxe os hábitos alimentares da infância...Mas vamos conseguir mudá-los!!

    Beijos, e um lindo dia!

    ResponderExcluir

VOU AMAR RECEBER SEU COMENTARIO, COMENTE SEMPRE!!!!

Páginas

Pantanal - MS

Pantanal - MS
Foto tirada pelo meu amor num dia de pescaria.